quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Decadência do Ensino Superior e Desafios da Massificação

Harvard vai abrir um novo curso, desta vez sobre a série televisiva "The Wire".
Acho que todos vão olhar para esta notícia com um misto de estranheza e desapontamento, ou melhor, todos à excepção da Daniela que neste momento deve já estar sobre o Atlântico...

19 comentários:

Daniela Ramalho disse...

Provavelmente se visses o wire irias perceber a pertinência de haver um curso sobre isso! o facto de harvard se interessar mostra que talvez a série mostre um lado bem mais real do que achei que seria ao vê-la :P aconselho mesmo a que a vejam, pois corta totalmente com o "lado bonito" do crime que tantas vezes nos vendem nos csi's e outras que tais.

Ary disse...

Lado bonito do crime?

Tirando os assaltos a bancos raramente o crime é apresentado como "bonito".

Daniela Ramalho disse...

em muitas séries os crimes são sempre "bonitos", além de que são resolvidos numa semana no máximo e os assassinos são afinal pessoas fofas que tiveram um acesso de loucura. ou então são daqueles mesmo muito maus, porque foram molestados em criança xD

Ary disse...

Quanto à cena de ser tudo resolvido numa semana concordo ...

Inês Guedes disse...

Eu nao diria uma semana, mas sim um dia :D

Daniela Ramalho disse...

uma das grandes vantagens da série é que se foca na origem da violência e na reprodução de situações sociais, o que raramente é mostrado. muitas das vezes nem sequer é o crime que tem especial enfoque, mas sim a forma como desde pequenos os miúdos convivem com o tráfico e os homicídios como se fosse a coisa mais banal do mundo, o que obrigatoriamente traz uma nova perspectiva sobre as coisas.

Daniela Ramalho disse...

p.s - seria interessante haver mais alguém que tivesse visto a série a deixar a sua opinião :p

Ary disse...

No fundo o curso vai ser de criminologia. O que acho despropositado é o facto de uma universidade como Harvard sintir a necessidade de usar estas capas para chamar alunos.

Até pode ser didaticamente interessante, pedagogicamente estimulante, mas acho que o conhecimento devia ter a capacidade de, por si, chamar estudantes do ensino superior à aprendizagem.

Street Fighting Man disse...

ary permite-me discordar, mas depois do assalto à agência do banif (salvo erro) que acabou com a morte de um dos assaltantes, muito dificilmente um assalto a um banco será bonito lol

ir para harvard não vou, mas que agora fiquei com curiosidade para checkar a série fiquei lol

Ary disse...

Referia-me aos momentos em que temos o George Clooney a roubar bancos.

Ary disse...

Que eu saiba o assalto ao banif ainda não deu origem a um filme e muito menos a uma série =)

Hugo Oliveira disse...

Hum, acho melhor clarificar um pouco as coisas. Parece-me que esta vai ser apenas mais uma cadeira (ou talvez apenas um Caso de Estudo dessa mesma cadeira) num curso já existente. Não é que não haja um grande contraste entre ensinar os ditos 'Clássicos' ou as séries contemporâneas (e eu não conheço esta), e nem vamos tentar comparar estas pois são coisas diferentes, mas já que o objectivo é estudar a actualidade sociológica, porque não estudá-la com um caso 'real' (no sentido de qualquer outro livro, claro)? http://www.thecrimson.com/article.aspx?ref=529853

Acho que daí a chegarmos à decadência do ensino superior vai um grande salto, e faz-me mais confusão os alunos da Dinamarca poderem usar a Internet durante os exames...

DC disse...

A agência assaltada pelos dois brasucas em que a polícia mandou um balázio na testa de um deles o que quase provocou uma crise diplomática Portugal_Brasil, acho que era do BES, se estão a referir a outro assalto peço desculpa...

Eu gosto mais quando o Clooney assalta casinos...

Que série é essa mesmo?interessou-me...

Hugo Oliveira disse...

E não me parece que Harvard precise de chamar pessoas... :p

Ary disse...

DC,

Tens razão: eram casinos.

Hugo,

Harvard pode não precisar de "chamar pessoas" mas a mania de ser "sexy" e "cool" parece que passou por lá na mesma.

Eu não estou a defender um ensino cinzentão mas se é um caso de estudo acho interessante, se é uma cadeira começo a achar despropositado.

João Fachana disse...

Ary eu percebo perfeitamente que Harvard tenha de usar uma série para chamar estudantes. De certeza que não é só em portugal que os putos do secundário são obcecados com os morangos.

Lá deve ser para aí a hannah montana ou outra popzada do género.

(já agora, quantas pessoas não entram para Direito por causa do boston legal, the practice e outros que tais? Se ser advogado fosse assim uau, uma pessoa passava mais tempo a falar e a fumar charuto que a trabalhar:D )

João Fachana disse...

Por exemplo a CIA fazia bem em debater a série 24 na formação dos novos agentes:D

Daniela Ramalho disse...

curiosamente, ao ver o wire fiquei com um bocado menos de vontade de ser advogada :O somos um bocado podres :)

Ary disse...

Boston Legal é brutal, mas eu não iria para advogado por isso.

(mas já a revista da OA deixou-me com alguma vontade)

Compreendo o que dizes, mas acho que as Universidade devem manter alguma dignidade aí =)

Enviar um comentário