sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Algum comentário?

"Liberdade é um privilégio, não um direito...E é revogável"

11 comentários:

João Fachana disse...

Discordo parcialmente.

Acho que a liberdade é um princípio que tem de ser respeitado quer no exercício dos direitos que ela confere quer no acatamento dos deveres que ela exige. Duas faces duma mesma moeda, no fundo.

João Fachana disse...

Aliás só concordo mesmo com o facto de não ser um direito.

A última parte da frase é bem fascizóide. Quem escreveu isso? Salazar?

Hugo disse...

Boston Legal... :D

João Fachana disse...

Do Denny Crane de certeza não? :D

Hugo disse...

por acaso não...de uma personagem secundária na abordagem a um caso...

Fiquei a pensar na frase uns momentos e partilhei automaticamente.

João Fachana disse...

Eu acho que já vi esse episódio... Já vou na terceira temporada mas agora não tenho visto muito, fartei-me daquilo, é muito repetitivo... Qual era o caso?

Tiago Ramalho disse...

Por causa deste post, cheguei a esta conclusão: a liberdade é o verbo ser do Direito. Em si, não é nada. "Eu tenho liberdade" não quer dizer nada, tal como "Eu sou", sem nada mais, só poetica e filosoficamente pode ter significado.
É preciso um "nome predicativo do sujeito" que lhe dê conteúdo. A liberdade é o veículo que liga o sujeito ao direito subjectivo. O verbo ser do
Direito :P

Ary disse...

Tiago, acho precisamente isso.

Street Fighting Man disse...

tiago mais uma tirada de génio hehehe

Flávio M. Carneiro da Silva disse...

"O preço da liberdade é a eterna vigilância" Thomas Jefferson.
Mais importante do que definir liberdade, é senti-la ;)

Duarte Canotilho disse...

Tiago, mais uma vez te tiro o chapéu.. Mais uma vez num assunto relativamente trivial me deixas, sem palavras ;)

Enviar um comentário