sábado, 20 de dezembro de 2008

Esta casa acredita que o associativismo estudantil está morto e não ressuscita






Atrasei este post para poder meter o vídeo com ele, mas devia a alguns problemas técnicos vão ter de continuar a esperar pelo vídeo. As fotos contaram o resto da história.

Com um atraso monumental, mas com a casa cheia de pessoas entusiasmadas, mais de 60 pessoas numa sala que tem lotação para 70, deu-se início a um debate com dirigentes associativos, num formato estranho de três contra três. O tema era muito previsível, mas a Mesa não podia deixar escapar a oportunidade de ver o Ivo Santos (FAP/ISEP), a Inês Matos (ICBAS) e o André Santos(FCUP) proclamarem a morte do associativismo estudantil. O Governo acabou por centralizar muito o debate no facto de as AE's terem reduzido o seu papel ao de organizadores de festas (e "festinhas") e preconizou o fim das AE's e a sua substituição ora por sindicatos, orapor  privados, ora pelo próprio Governo.
A Oposição, representada por Luís Oliveira (FEP), Maria João (FDUP) e José Cevada (FCNAUP) procurou mostrar que o associativismo estudantil continua bem vivo, exaltando o seu trabalho na política educativa, no apoio aos estudantes, como forma de interessar os jovens para a política, etc.

Foi um debate muitíssimo animado pela audiência que, de início tímida, acabou por nos brindar com algumas das melhores perguntas que ouvimos até hoje na SdD. O Hugo disse-me mais tarde que "se tivessemos este público sempre, eu queria debater todas as semanas". Creio que não se referia apenas ao número de pessoas, mas também à forma como todos estavam a viver um debate em que os ânimos se exaltavam constantemente, ora por culpa de uma tirada sarcástica de um deputado, ora por uma frase mais forte do orador, ora ainda por uma pergunta mais acutilante de um membro da audiência.

Apesar do espetáculo que certos deputados proporcionaram este não foi um debate particularmente brilhante no que toca aos discursos, o que acaba por se reflectir nas pontuações, favoráveis ao Governo por uns parcos 3 pontos.

Governo:
Ivo Santos (PM)- 74 pontos
Inês Matos - 71 p.
André Santos - 64 p.

Oposição:
Maria João- 74 pontos
Luís Oliveira (LO)- 68 p.
José Cevada - 64 p.

Gostaría de agradecer, uma vez mais, a todos os que ajudaram a que um dos debates mais gratificantes organizados até agora tivesse lugar. É com a participação de todos os que tomam este projecto por seu que a SdD pode tornar-se algo maior e sobretudo melhor.




























6 comentários:

Tiago(gmr) disse...

A câmara de filmar tem algum protocolo de exclusividade com a sociedade de debates?
É que nós, organização da D-League, estamos a encetar esforços para providenciar aos amantes do desporto-rei transmissões televisivas da fase final da prova, pelo que um dos nossos agentes irá contactar a breve trecho a sociedade detentora dos "media" referidos.

Procuramos fazer verdadeiro serviço público, e estes esforços disso são a mais inequívoca prova.

Vasco PS disse...

Gostei muito de assistir a este debate. Parabéns a todos os que o organizaram e participaram. Obrigado por manterem SdD viva.

Pedro Ary Ferreira da Cunha disse...

A máquina de filmar é da Luísa Pinheiro Torres. As cassetes só dão para uma hora e é um pesadelo transferir os videos, mas creio que ela não terá problemas em emprestar-te-a.

Inês Silvestre disse...

Está ali A foto do Hugo.
Obrigada por partilhares, Ary :D

Daniela Ramalho disse...

hugo as menino da lágrima... priceless. xD

Daniel Branco disse...

Quero deixar os meus parabéns à organização, AEFDUP, e pelo convite que me endereçaram.

Pela pena de não poder ter comparecido bem como pelo reconhecimento da necessidade de termos os nossos pares connosco a discutir abertamente o estado da sociedade, estou certo que esta iniciativa demonstra que o Associativismo Estudantil está vivo e não morrerá.

A declaração de óbito terá o seu lugar em vários deputados, mas da Assembleia da Républica!!

Obrigado e força para vós.

Enviar um comentário