segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

I am the King of May

Total insubordination
Complete revolt, formal sabotage
Still it must be stressed that on this port
There is no room for compromise
Faint, all our crime is crime of physical setting
Except inside the mind (All inside the mind)
How come more and more futile
The American dream is the fertilize? (oh the fertilize)
Nothing at all can be expected
Except for the use of violence
Nothing at all can be changed if
Evolution turned us to silence
Confrontations clearing the way
Will be opening (will be opening)
Not as end in itself
But as a beginning (as a beginning)


Música: The way will be opening

Stereolab


Poema: Kral Majales (King of May)

Allen Ginsberg



11 comentários:

Hugo disse...

ar fresco...lool

Guilherme Silva disse...

Vá, porque começar com apenas 1 comment é terrivel...

:)

Hugo disse...

Quando não comentam nos meus posts, digo que são "posts retóricos"...

Mas também nesta época há dois tipos de malukinhos...
Os que postam e os que comentam...

Vão mas é estudar pah!

henrique maio disse...

Não é ser "maluco", é mais fazer uma ronda pelos blogues para não estudar ou para adiar o estudo.. ehehe

x)

Guilherme Silva disse...

Como é fantástica a procrastinação...
:D

Marta Lima disse...

O Sr. Ginsberg que foi aqui severamente injustiçado. Tinha eu, na inocência da minha meninice, a esperança vã de ter criado um pretexto para serem lançados apupos ao capitalismo, esquartejados o conservadorismo retrógrado e a mesquinhez das mentalidades, e ver clamados os mais variados gritos a favor do inconformismo, da iniciativa e da libertação dos dogmas de massas... E, em vez disso, tudo um dos vultos da Beat Generation recebe são comentários em jeito de piedade do Guilherme ou do Hugo num tom de 'Vai para casa, malandra!'. (:P)
Não estívessemos todos em época de exames, a minha fé na humanidade morreria hoje *tear eyed*.

Guilherme Silva disse...

Gostava que sempre que te referisses à minha pessoa o fizesses tratando-me por senhor Guilherme...


...ou Dona Isaura.

Hugo disse...

marta...procrastina marta(junta esta ao maniqueísmo...a seguir partiremos na tua formação para o nepotismo que o ary tanto gosta :)

Procastinar impede um pensamento lógico de mais de 3 segundos...

e a não ser que se fale no canotilho, nenhum post aqui terá mais que um comentário acerca do seu conteúdo (talvez o ramalho comente com seriedade) até regressarem as "férias"...

É uma questão de economia de esforços para o que aí vem...

Prometo que futuramente (mas não enquanto estivar a procastinar ou em épocas de exames) farei elevados elogios ao regresso do bloco central, cruzadas anti-comunistas e revoluções de mentalidade de "como é bom ser jovem"...

Até lá, tudo isso pode esperar perante o meu exame de Processo Penal...

PS: Até o Robinson Crusue se hoje voltasse à sociedade diria..."hmmm isto é época de exames que o ary vai para 3 posts que nao comenta"

PS2: Todos achamos espectacular ter gente do primeiro ano a postar!tirando o guilherme(sei que posso falar por ele)...Continua!!

Marta Lima disse...

Hugo, compreendo e apoio a tua posição. Não é por eu ter uma certa relutância quanto a pegar nos livros, e portanto criar subterfúgios para não o fazer, que todos são obrigados a alienar a época de exames. Longe de mim tentar disseminar a vaga de chumbos que aí se avizinha ;)

Guilherme Silva disse...

Marta, percebe-se facilmente que não leste o regulamento desta casa. É proibido todo e qualquer uso da palavra "subterfúgios" em posts ou comentarios neste blog.
Mais cautela para a próxima...

Marta Lima disse...

O que eu não daria então por não ter usado o 'pretexto' no comentário anterior e 'meandro' soar excessivamente a nome de cantor de música sertaneja.

Enviar um comentário