segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Um Beijo? Um abraço?

Pus me a pensar...
Não é um beijo apaixonado,(daqueles interminaveis em que o tempo como que para e tudo à volta desaparece), ou um abraço sentido (em que os dois corpos se unem e o mundo se reduz a pele e respiração do companheiro/a e se sente o calor que dela emana e o pulsar da sua existencia), a mais pura forma de amar? Não é o sexo apenas supreficial?
o que acham?

20 comentários:

Manuel Pinto de Rezende disse...

LOLFAG

Ary disse...

Eventualmente até podes ter razão, mas a minha masculinidade não me o deixa admitir =P

Marta Lima disse...

Fizeste-me lembrar isto:
http://www.youtube.com/watch?v=6ltjCjLqw2U :D

Ary disse...

O Manuel chama ao Canotilho gay, tu chamas-lhe católico conservador, é uma boa estratégia, porque a maior parte das pessoas sentir-se-ia ofendida quando colada a pelo menos uma dessas ideias.

Marta Lima disse...

Por favor, não retires das minhas palavras inferências de que eu nao as provi. Não tinha em mente insultar o Canotilho, nem tão pouco chamá-lo de católico conservador. Na verdade, foi num tom jocoso que relacionei o sketch e o texto, porque 'o olhar pleno de sexualidade' e a 'caricia muito sexual' foi-me relembrada pela descrição que ele fez de 'abraço'. Percebi plenamente onde ele queria chegar, mas, SEM o intuito de o insultar, preferi dar um link a satirizar um aspecto do texto.
Tem mais cuidado com as tuas observações afiadas, Ari. Podes suscitar mal-entendidos desnecessários.

Hugo disse...

Se bem que o Ary tem uma certa razão...

São imagens dessas que nos vem de imediato à cabeça quando alguém assume uma posição destas...

Duvido que alguém tenha insultado o canotilho, mas inconscientemente relacionaram a posição dele com essas figuras...

Marta Lima disse...

Aquilo que quer o texto quer o video têm em comum é a visão de que o sexo é superficial. É daí razoavel a associação mental. Continuo sem saber onde sobra espaço para se ver um insulto ou uma esteriotipificação...

Marta Lima disse...

*estereo

Manuel Pinto de Rezende disse...

de facto, Marta, andar a chamar alguém de católico conservador é passar das marcas.

Ary disse...

Eu estava a brincar. Sei perfeitamente que o intuito de ambos os comentários não era ofender o Canotilho, mas não se escrevessem algo semelhante a propósito de um texto que eu tinha escrito eu fazia beicinho ao computador durante dois segundos e julgava-me incompreendido.

Marta Lima disse...

Não é passar das marcas mas é fazer uma leitura mediocre daquilo que está a tentar ser dito.

Manuel Pinto de Rezende disse...

eu estava a brincar, marta :P

canoas_o_Mercenário disse...

Olha eu não sou catolico conservador, muito menos gay! Mas a verdade é que o que eu escrevi tem toda a logica. Isso não significa que eu dispenso. Bem pelo contrario. Só digo que aquilo que demonstra realmente o amor de um pelo outro não é o sexo.

canoas_o_Mercenário disse...

Olha eu não sou catolico conservador, muito menos gay! Mas a verdade é que o que eu escrevi tem toda a logica. Isso não significa que eu dispenso. Bem pelo contrario. Só digo que aquilo que demonstra realmente o amor de um pelo outro não é o sexo.

Ary disse...

Tudo depende do que consideras amor, mas então um beijo ou abraço também não demonstram por si amor. Ou se demonstram eu devo ser um quebra corações ...

Hugo disse...

Também é no sexo, e também nos beijos e nos abraços e etc...O amor manifesta-se em diversos actos, mesmo que não envolvam carinho. Amar é pensar a vida a dobrar! Quando em tudo o que fizeres, pensares em ti e no companheiro, é bom sinal para dizer que amas essa pessoa. Como podes amar a família, e um grande amigo.
Daí eu dizer, amar é pensar a vida a dobrar. (é grave ter criado uma citação sobre o amor não é? :)

PS: Até agora nesta discussão, ser chamado de gay ou católico conservador são insultos! Acho piada! Shame on you :D

Hugo disse...

PS2: Quando te importas com uma pessoa também pensas nela. Mas amor é quando a poes no mesmo patamar que a ti. Aqueles que "dão a vida por amor"...

DC disse...

O Hugo também é católico ultra-conservador porque toda a gente sabe que quem deu a vida por amor foi o Emanuel, que era um querido que também dava a outra face...

Ary disse...

Tão católicos ultra-conservadores que não estamos por aqui.

Street Fighting Man disse...

daqui a pouco alguém transcreve a letra da 'amor e sexo' daquela cantora brasileira feia como uma noite de trovões

Enviar um comentário