domingo, 4 de janeiro de 2009

Make your choice...

In Express, dia 03 Janeiro 2009, Nuno Crato, descreveu em jeito de uma boa historinha de Natal, um paradoxo inventado por William Newcomb que me deixou literalmente a pensar comigo próprio...o que faria nesta situação hipotética? Desafio o leitor a idêntico pensamento...

Imaginem então que o Pai Natal, surgido do nada em vossa casa, vos sugeria colocar dois sapatinhos na chaminé...No esquerdo colocaria mil euros e no direito tanto poderia pôr um milhão ou rigorosamente nada...Avisa-te porém, que se escolheres apenas o da direita, terá lá colocado um milhão de euros. Se escolher os dois, não terá posto nada no da direita e ficará apenas com os mil euros!

A pergunta de ordem por esta altura será...Como saberá o Pai Natal, quanto dinheiro colocar no sapato direito, se não sabe à partida qual será a escolha do ainda não esclarecido leitor acerca da magnitude do problema? O Pai Natal assegura que já era bastante experiente neste jogo e que certamente adivinharia a escolha...

Apesar da dúvida anterior, a lógica apontava prontamente...apenas o sapatinho da direita...

Transcrevo de seguida a posição hipotética de Nuno Crato...Talvez te ajude na escolha...ou não..."Havia alguma dúvida que ia escolher o da direita e deitar fora o da esquerda? Nesse momento, parei. Sempre fui um bocado forreta e custava-me deitar fora o sapato da esquerda, onde de certeza estariam mil euros. E se ficasse com os dois?...Se eu fosse escolher os dois sapatinhos ele tê-lo-ia previsto e não estaria o milhão no sapato direito. O melhor era não ser sovina e deitar fora o sapato esquerdo. Mas, com um raio! Os dois sapatos já lá estavam, com o dinheiro lá dentro. O da esquerda tinha sempre mil euros. E o da direita, ou tinha um milhão ou não tinha. O melhor era ficar com os dois. Bloqueei. Se a escolha mais lógica fosse ficar com os dois, o Pai Natal sabia que era isso que eu faria e não teria posto nada no sapato direito. Mas como podia a escolha mais lógica ser aquela em que eu ficaria apenas com mil euros, podendo ficar com um milhão?"

Make your choice...

9 comentários:

Pedro Ary Ferreira da Cunha disse...

Eu deitava o com os mil fora ... Para quem tem um milhão, mil são moedinhas pretas. Compensa o risco.

Hugo disse...

Mas e se do outro lado estivesse meio milhão? não te esqueças que a seguindo a escolha mais lógica, ambos os sacos teriam o dinheiro...um pk tem um milhão e seria o escolhido e o outro o restante que sempre lá esteve...

Manuel disse...

eu pegava nos sapatos e atirava-os à caro do pai natal.
se ele desmaiasse, levava o dinheiro todo comigo. um milhão e mil euros.

Manuel disse...

atirava-os "à cara" e não "à caro".

Anónimo disse...

isso é crime

Daniela Ramalho disse...

olha aqui este jogo que eu inventei... este homem foi totalmente inspirado pelo profeta bruno aleixo.
se os sacos estavam em mim casa, eram meus, portanto ficava com os dois sacos e chamava a polícia por o tipo gordo vestido de vermelho ter entrado na minha casa sem autorização. assim, já me vingava de muito benfiquista que por aí anda. :p

manuel disse...

lol.
reparei exactamente na mesma coisa daniela. daí a minha resposta ultra-pragmática, ao estilo das respostas aos casos práticos propostos pelo profeta bruno aleixo. mas a tua foi melhor.

Pedro Ary Ferreira da Cunha disse...

Manuel,

a tua resposta foi de um bruto novecentista de luvas brancas.

Daniela,

lá por ele estar em tua casa não queria dizer que os sacos deixassem de ser dele. Ou ficavas também com o gorro?

Daniela Ramalho disse...

e ficava com o fato se o meu tamanho também xD

Enviar um comentário