sábado, 31 de janeiro de 2009

Ateísmo

11 comentários:

Bárbara disse...

eu adoro este actor... está mesmo muito engraçado! :)

mas nao deixa de ser verdade... o nosso corpo é apenas uma matéria que, como em tudo na natureza, se transforma e talvez haja alguma beleza nisso dependendo daquilo em que acreditamos.

a questão da alma já será mais complicada. será que existe mesmo? e se existe para onde vai?
nesse ponto talvez a religião ofereça algum conforto...
agrada-nos pensar que as pessoas de quem gostamos foram para um lugar melhor ou que estão de alguma forma presentes nas nossas vidas.

acho que ainda não tive um momento no meu percurso de vida em que me encontrei espiritualmente...
nao sinto ligação nenhuma a qualquer religião, simplesmente festejo o natal ,páscoa etc. porque fui criada como católica o (que nao implica que efectivamente o seja em prática).

gosto de acreditar na mensagem de jesus enquanto homem apesar da sua divinização já ser algo discutivel para mim...
gosto de acreditar que há algo mais mas nao penso que tenha de encontrar essa mesma entidade superior numa igreja ou na biblia... afinal, são meras criações humanas para mim

Por outro lado talvez ao morrer deixemos simplesmente de existir e o que resta é matéria.. e através dela tomaremos outra forma... não sei
acho que poderia divagar sobre este assunto horas e horas... talvez um dia chegue a uma conclusão mais definitiva no que concerne as minhas crenças

Guilherme Silva disse...

For a Catholic, he kinda swears a lot.

Daniela Ramalho disse...

eu disso "santinho" quando alguém espirra. e digo "meu deus" ou "por amor de deus", isso faz de mim uma má ateia? eu achei bastante piada a isto tudo, mas não sei se ele estava a falar para um monte de fervorosos da religião, hope not, ou já não teria piada xD

manuel disse...

a piada está no facto de haverem ateus muito presunçosos e cheios de si, que acham que são donos da verdade e que os pobres dos religiosos são pessoas que ainda não descobriram a luz, e precisam urgentemente de pregação.
quanto a dizer "meu deus" e "santinho, não tem nada a ver.
eu, sendo religioso, digo várias vezes "Oh Grande Arquitecto!" e quando espirram desejo que "Possa o Pai do Conhecimento estar contigo!"

Guilherme Silva disse...

Meu Deus, eu achei imensa piada ao Manel...
C'est pas possible.

Sir Denis disse...

Eh pá mas porquê que os ateus têm de ser todos presunçosos? Será que não conhecem ateus humildes? E o quê que é a alma? Já viram alguma?
De qualquer forma o vídeo está engraçado...

Francisco disse...

Toda esta vossa conversa trouxe-me à memória a cena em que o pai do Indana Jones lhe dá uma lapada por ele dizer "Oh my God", quando o motor do carro, acho que era esta a situação, estava a dar problemas. "Não voltes a pronunciar deus em vão".

Guilherme Silva disse...

Sim :D

Bárbara disse...

Não creio Daniela que usar esse tipo de expressões façam de ti uma má ateia... penso que dizemos porque faz parte do nosso quotidiano e está demasiado enraizado no nosso vocabulário. O que interessa são as tuas ideias e não penso que mudem porque dizes "santinho".

eu diria que também há muitos religiosos presunçosos que tentam nos levar a ver a luz.
uns batem de porta em porta a pregar Jeová,uns fazem manifestações nos funerais dos soldados que foram para o Iraque e dizem que os EUA estão condenados porque são todos pecadores, outros simplesmente interpelam-nos na Cordoaria com uma mensagem de paz em tempo de páscoa e dizem que se trata apenas disso e que é uma boa mensagem independentemente das nossas crenças particulares... mas passados 5 min estão nos a contar passagens da biblia e a vender-nos a sua religião (é verdade isto aconteceu-me -_-')

Ary disse...

Já é duro pagar pelos erros de uma comunidade de biliões de pessoas com 2000 anos de existência, quando não fica com mais se der jeito, para ter agora que arcar com a responsabilidade do que fazem personagens de ficção ...

Pertencer a um grupo tem essas implicações (e o grupo nem precisa de ser muito grande, basta ser composto por três amigos que se encontram no bar regularmente) passamos a levar por tabela por coisas que não fizemos. Todos sabemos disto e já o experimentámos. Agora, isso leva-nos uma vez mais à questão do facto e do agente ...

Anónimo disse...

Jesus must be spinning in his grave!

Enviar um comentário