domingo, 5 de julho de 2009

Foste um bom robot hoje?

O texto do Henrique lembrou-me uma frase que acompanhou a minha adolescência. Escrita com letra esmerada, num muro de cor avermelhada, junto à Faculdade de Letras, dia e noite, a frase teimava em provocar quem parava juntos aos semáferos: "Foste um bom robot hoje?"


Lembro-me de uma aula de Língua Portuguesa, no 10º ano, em a Professora Carla Caria se referiu àquelas palavras. Não me lembro do motivo, mas recordo bem ter pensado: "Não estou sozinho no mundo. Alguém mais se sente preturbado, agitado, incomodado. Alguém mais olha para aquele muro e vê, mais do que palavras ilegais escritas na parede, um subtil apelo a constantemente repensarmos as nossas vidas".

E tu? Foste um bom robot hoje?

18 comentários:

Marta Lima disse...

http://www.flickr.com/photos/pshab/422895344/

Marta Lima disse...

Por outro lado, e igualmente bem observado:
"Graffiti on public walls, get the taxpayer to remove it, don't get a job, get the taxpayer to pay for you, repeat after me: I am 'free'"
:D

Daniela Ramalho disse...

essa frase curiosamente também está em ermesinde, se não em engano no muro da escola secundário junto ao portão das traseiras (assim o pessoal de ermesinde já sabe onde o encontrar :P ) e sempre que por lá passo fico com um sorriso nos lábios. existem frases que embora pareçam inocentes ou simples, conseguem dizer muita coisa. provavelmente muitos ao passar por ela nem notam...os robôs têm tendência a olhar sempre em frente.

Ary disse...

Outros exemplos de frases interessantes espalhadas pelo Porto:

"Não separes o corpo da paixão"

"Cada noite como se fosse a última"

"Cada dia como se fosse o primeiro"

Daniela, qual era a frase?

Ary disse...

http://desabafosurbanos.blogspot.com/

Ary disse...

[Aparentemente] do mesmo:

"O meu abraço tem a forma do teu corpo"

Inês Guedes disse...

Outra frase do genero e que conheci através de uma professora minha: "Sorri, controlado, mas feliz". Tem a mesma ideia, e penso que também está algures no Porto :)

Canoas o mercenário disse...

Tambem ha aquela.

Não faças do pensamento duros blocos de cimento.

(por acaso ary eu até sei quem pôs la essa mitica frase do foste um bom robot hoje...)

Stencil Grafitti. Intervenção Urbana
As pessoas olham e ficam a pensar. É exactamente isso que é pretendido :)

(infelizmente todos os meus stencil's já foram apagados e limpos :S)

Ary disse...

Então se um dia vier a propósito tens de me dizer.

Que andaste tu a fazer por aí?

Francisco disse...

Os melhores stencils/gritos de alerta/versos revolucionarios/etc. graffitados estão na rua do 77, na esquina com a rua do Pipa Velha. vejam por vocês.

Canaos o mercenário disse...

Rua do 77 é o chamado hall of fame of Stencil

Antigamente o pessoal fazia stencils mesmo para "complementar" outros stencils k ja la estavam
E quando entrei pa fdup ainda tinha uns 7 meus la.
Qualquer pessoa que fizesse um stencil, fazia la para mostrar aos outros.


So que volta e meia a camara ou a Lefties apaga tudo... :(
Houve uma razia ha uns tempos que apagou quase todos os stencils na rua de cedofeita. E em lugar deles agora estao TAG's ... Isso sim é poluição urbana

Francisco disse...

Já tive essa opinião quanto aos tags. Hoje tenho outra.
Não que os ache bonitos. Não são, de todo. Dispensava-os. Mas ao contrário da opinião generalizada, os tags não são apenas riscos para sujar paredes feitos por gente que não tem mais nada que fazer. Os tags também podem (e devem) ser vistos como uma forma de afirmação e expressão como outra qualquer numa urbe impessoal e descolorida. Um bocado a ideia do "homem na multidão" (props para o Henrique).
A Arte foi sempre isso: expressão. Com mais ou menos qualidade.

Daniela Ramalho disse...

a frase? a frase que tem em ermesinde é igual a esta que aqui meteste :P

uma que eu muito gosto, que está também no porto, mas que é igualmente uma música de linda martini (não sei qual delas nasceu primeiro) é

"amor é não haver polícia" :)

Manuel Pinto de Rezende disse...

Sorri, estás a ser filmado.
Controlado e satisfeito.

esta tb estava na ES de Ermesinde.

o meu preferido é o mitico:
"que se foda"

mas nao era isso que diria caso fosse na minha parede...

Joana Banana disse...

curiosa essa alusão clara à característica do robot, que todos entendemos. Mas andando eu a ler o hitchhiker's guide to the galaxy, há toda uma nova acpção para a palavra robot, já que o marvin, o robot, é o Paranoid Android. Tentam criá-los com personalidades humanas e sai um inteligente e depressivo robot.é uma fusão interessante.

Patrícia Valente disse...

Pensei que era a única solitária das ruas do Porto, a ficar "colada" às paredes, com estas frases.

O significado que cada um lhes dá, quem lê e quem escreve, é sempre um processo interno, pessoal, solitário.

É bom sentir que há muitos a partilhar desta ..."solidão". :P

***

Patrícia Valente disse...

ah!

Algumas frases, mais ou menos do género( do plano mais concreto e menos mental, até) , algures em casas, de preferência, daquelas que se encontram em sério estado de abandono, tb no Porto...

"Ocupa e resiste"

"Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente"

e ainda...

"Dá-se", ao estilo do tradicional "vende-se".

Pérolas. O porto é uma cidade mesmo completa, ou podia (poderá?:P) estar muito perto de o ser.

*

Canoas o mercenário disse...

"Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente"

Esse foi pintado "N" vezes nas legislativas... Mas "N" vezes.

Houve inclusive uma casa em ruinas, que eu e mais algum pessoal do bloco a par do teixeira lopes, (com autorização da camara porque era uma acção oficial) fomos pintar. Ela ta ao pe da casa da musica, e entao nos pintamos os tijolos que tapavam as janelas e porta, e desenhamos um vulto la dentro. heheh como se a casa fosse habitada
Depois pusemos essa frase "Tanta gente sem casa tanta casa sem gente"

Enviar um comentário