sábado, 11 de julho de 2009

Orlando de Carvalho o homem, a lenda, o mito, e outro adjectivo

Pois é!
A verdade é que nesta época de exames ouvi falar mesmo muito deste homem Orlando de carvalho. E a verdade é que o homem nao era pera doce... pelo menos é o que o mito diz.

Vamos ver:
Orlando de carvalho foi professor de direitos Reais em coimbra, e provavelmente um dos mais controversos. Eu fiquei a saber 3 historias sobre orais dele. O que é mito e verdade.. mmmm eu nao sei bem... Ja rollou tanta tinta, e nem nos depoimentos dos alunos confio, pois podem fazer dele um mefistofoles pior do que ele ja era :P

Entao a lenda maior é a de um rapaz que numa oral entrou todo bronzeado. Orlando de carvalho diz:
"entao esta ai todo bronzeado. sim senhor. Entao tem ido a praia em vez de estudar?"
Aluno: " sr professor eu ALUGUEI um apartamento na costa da caparica e por isso é que estou bronzeado"
Orlando: "muito bem! A sua oral acabou! Olhe e a ir para casa nao se esqueça de arrendar um taxi... "
Lololol

A outra é a de que orlando de cavalho reprovou 14 alunos numa oral com a pergunta:
A vende a B Quid juris?
(so para dar pica, eu so vou dizer a solução da proxima vez que aqui voltar, por isso tentem responder)

A terceira historia é a de que ao entrar um aluno com um ar meio sonso na oral, Orlando de carvalho diz para o funcionario: "olhe traga-me um fardo de palha" (insinuando que seria para o aluno)
e o aluno diz: e um copo de agua para mim tambem"
(nao passou nessa oral... nao percebo porque...)

O homem, o mito, a lenda, o mefistofoles... Bem se souberem mais, por favor digam

13 comentários:

Ary disse...

Coragem!

Anónimo disse...

?
Coragem?

Tiago Ramalho disse...

Já ouvi duas dessas histórias sobre outro professor. Dificilmente saberemos o que é mito e o que não o é:P
Bem, terá A vendido a B uma coisa chamada "Quid Iuris"?

Canoas o mercenário disse...

Lool~. Por acaso nao e essa a resposta tiago. (mas ~foi a primeira coisa que o meu pai disse também. :P)

Va... na segunda ou terça eu dou a resposta se ninguem até la descobrir

Helena disse...

Temos que reconhecer que a resposta à do "fardo de palha" (a ser verdadeira) foi corajosa.
Quanto à questão de "A vende a B"... parece-me que a resposta deveria ter sido "Depende. Estamos numa oral de reais, de obrigações ou de contratos?" x)

Canoas o mercenário disse...

Helena.. eu ja te contei a solução desta. não te lembras?
Mas estamos numa de reais. Anyway o depende reprovou muita gente hehehe

Anónimo disse...

Só duas pequenas notas.
O Orlando de Carvalho não foi apenas professor de Reais. Também foi regente de Comercial e pelo menos deu aulas de Teoria Geral do Direito Civil.
E se é verdade que ele era duro com os alunos, também é verdade que não era um colega muito fácil.
Uma simples prova:
http://www.almedina.net/catalog/product_info.php?products_id=4881

Cumprimentos,

Ricardo

Helena disse...

Hmm... sinceramente não me estou mesmo a lembrar. A minha memória não anda no seu melhor, não senhor =/ Acho que vou ter que esperar pela revelação x)

Anónimo disse...

|"...porque o Orlando tem de tudo um pouco: de santo, de poeta e até de louco"|
************************************************

(Maio) "Quando este medo por/ pequeno minotauro/ uma sílaba grega/ ou vestígio de vaso/ quando o vento polir/ vermelho estuário/ esta pequena dor/ como um pequeno orvalho/ quando tudo romper/ na profusão de cravos/ e não ficar sequer/ nenhum ramo parado/ nenhum resto de Abril/ anónimo e gelado/ / há-de doer doer/ esta palavra Maio". - "de" Orlando de Carvalho

B. S. RODRIGUES disse...

Os génios têm o condão de serem incompreendidos. O certo é que os novos "génios" licenciam-se ao domingo e fazem cursos em 1 ou 2 anos, não se sabe bem como, um novo CICLO DA IGNORÂNCIA, tão combatido pelo maior "dinossauro do Direito Civil português" do século XX

Anónimo disse...

ERA DO MDP/CDE E IA DE JAGUAR DAR AULAS EM 1975

maria costa disse...

Meu amigo a história do aluguer do apartamento é veridica, com um pequeno senão, o apartamento situava-se na Figueira da Foz!

cuto disse...

A resposta é: contrato de compra e venda.

Enviar um comentário